domingo, 25 de abril de 2010

Batman para prefeito?

Tenho ouvido já há algum tempo a rádio CBN, em especial no jornal da manhã, falar dos problemas da cidade de São Paulo comparando-a a Gotham City e terminando com um chamado ao Batman, que segundo o jornalista e os ouvintes – que já puderam se acostumar com a chamada – seria o mais indicado para resolver os problemas da cidade.


A minha idéia de jornalismo e de jornalista é um tanto diferente disso. Vejo o jornalismo como serviço de utilidade pública, e o jornalista como um agente de denúncia e informação. Ao mesmo tempo em que essa postura pode ser considerada ingênua, me permite cobrar que aqueles que se declaram jornalistas honrem a profissão. Prefiro continuar apegada a alguns conceitos e lidar com a realidade tendo-os sempre em vista do que apenas alegar que a mídia é viciada e sempre será.


Assim, de acordo com essa concepção de jornalismo, esperava da rádio que lidasse com mais seriedade com o fato de que a cidade está passando por enchentes, buracos, trânsito parado e outras deficiências do serviço público. Esperava que, se não acionasse, ao menos apontasse os responsáveis por essa situação.Percebo que quando se trata de outras esferas do poder público, a rádio faz a denúncia; mas quando o assunto é a cidade de São Paulo, tudo acaba com a piadinha do Batman, mesmo após crítica com este conteúdo enviada à rádio e respondida pela diretora de jornalismo Mariza Tavares, alegando que as autoridades competentes continuam sendo procuradas, entrevistadas e questionadas.

Eu não tive a oportunidade de ouvi-las, e como ouvinte, acho no mínimo estranho.

4 comentários:

  1. Infelizmente é previsível que uma apelação humorística reiterada e alienante seja muito mais popular que o sóbrio relato de um investigação jornalística.

    Discordo que essas matérias sejam jornalismo com humor. São humor de péssima qualidade: uma mesma piada repetida à exaustão, variando apenas o verniz jornalístico que se tornou efetivamente secundário.

    O jornal da CBN agora está no mesmo nível da escolinha do prof. Raimundo.

    ResponderExcluir
  2. será o jornal da CBN ou os profissionais do jornalismo que se renderam ao "o que importa é o ibope"? e o salário que querem ganhar?

    ResponderExcluir
  3. Será? Precisa preservar o nome do prefeito ao criticar a cidade pra ganhar Ibope? Só se todo mundo for situação! Cruz credo!

    ResponderExcluir
  4. Mais um sinal de que a grande mídia está mais para selecionadora de conteúdo do que para comunicadora com um tantinho inevitável de parcialidade: http://www.adnews.com.br/artigos/105366.html

    ResponderExcluir