domingo, 7 de outubro de 2012

Oração


Que toda pressão que tenta arruinar a liberdade criativa se converta em incentivo.
Que todo julgamento se converta em conselho.
Que todo estranhamento se converta em busca por conhecimento.
Que todo medo se converta em atenção; e depois em coragem.
Que toda divergência se converta em dialética.
Que toda agressividade se converta em energia de transformação.
Que toda angústia se converta em busca por melhoria.
Que toda mágoa se converta em sabedoria.
Que toda pressa se converta em habilidade para agir rápido sem perder o que há de importante nos meios dos caminhos.
Que toda dúvida se converta em questionamento, reflexão e descoberta.
Que todo contato com o que já aconteceu se converta em consciência da nossa posição no espaço, no tempo, na sociedade e na gama de possibilidades que nos envolve.
Que todo cansaço se converta em ponderação e atenção às nossas reais condições e disposições.
Que toda autoridade calcada no medo se converta em busca por respeito.
Que toda decepção se converta na percepção da imprevisibilidade do mundo e de seus habitantes.
Que toda arrogância se converta em esforço por corresponder ao que se arroga.
Que toda mentira se converta em exame do caminho que levou a ela e do caminho que há pela frente, com ou sem ela.
Que toda superficialidade se converta em coragem de viver o que a essência humana permite.
Que toda crueldade se converta em escrúpulo e coragem para tornar-se um ser melhor.
Que todo excesso de escrúpulo se converta em liberdade responsável.
Que toda utopia se converta em planejamento e ação.
Que toda ação sem resultado se converta em aprendizado para nova tentativa.
Que todo enfado se converta em ousadia para mudar.
Que toda dificuldade se converta em aprendizado.
Que todo aprendizado se converta em melhores ações.
Que toda demora se converta em intervalo.
Que toda preguiça se converta em reposição de energia.
Que toda energia se converta em movimento por energia boa.
Que toda palavra se converta em instrumento de comunicação de mentes ou, ao menos, de enriquecimento de uma vida, de um contexto ou de um espírito aberto a outro que o provocou.



*Texto introdutório do livro Leite com Soda, que me faz ter certeza de que às vezes precisamos ler o que nós mesmos escrevemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário