sexta-feira, 14 de dezembro de 2012




Quero mais do que a mediocridade dos sonhos pré-fabricados. Quero a poesia dos intensos, as ideias dos estudiosos, o grito dos corajosos e a novidade dos criativos. Quero o ser humano que trata seu potencial como argila e o transforma no que mais lhe agrada, distribuindo o que tem de melhor e permitindo-se voar acima da tediosa expectativa geral. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário