domingo, 13 de abril de 2014

Chato

Ninguém gosta de ser considerado chato, ou de pensar em ter algo chato em sua vida. Mas afinal, o que é o chato? Segundo o dicionário Aulete, é chato o que é “Sem atrativos, desinteressante, monótono; que chateia ou entedia (conversa chata; orador chato); MAÇANTE; ENTEDIANTE.”
Mas será que isso é suficiente pra abolirmos a chatice de nossas vidas?
Já assisti filme chato, que deu sono enquanto via, mas que depois me ajudou a explicar mil situações e eu acabei recomendando pra pessoas que poderiam fazer bom uso deles. Já li livros chatos, com linguagens desnecessariamente rebuscadas, que na hora me faziam querer afastar aquilo de mim, mas que acabaram mudando minha visão de mundo. Já fui amiga de gente chata, que me desafiou a sair das minhas mais quentinhas zonas de conforto e me ensinaram que a sua chatice era pra onde eu precisava crescer.

Adoro o que é legal, relaxante, prazeroso. Mas negar de antemão qualquer experiência porque parece chata é perder a oportunidade de ampliar o olhar pra tanta coisa, que chato acaba ficando você.  

2 comentários:

  1. é que em certo sentido somos mau acostumados. nos comportamos como consumidores em busca de entretenimento o tempo inteiro. queremos a satisfação imediata, sempre o mais fácil, o mais agradável, senão nos desinteressamos, largamos pra lá, sendo que às vezes é mais valioso "o leite que se tira da pedra"... Bauman fala sobre isso.

    ResponderExcluir