domingo, 23 de abril de 2017

Confissão

Não vou me fingir de santa. Sinto raiva, tenho inveja, quero o mal. Tudo depende de quem, geralmente acompanhado de um porquê.
Luto conscientemente contra essas tendências, mas seria mentira se eu dissesse que esses sentimentos não me assolam.
Já me passaram muito a perna, já me maltrataram por mesquinharias. Se eu dissesse que amo todo mundo independente do que fez eu seria muito hipócrita.
Amo quem me dá razões para amar. Admiro quem é admirável. Quero o bem de quem estimo. Mas o mundo não é cor de rosa e eu não amo todo mundo, nem acho que todos mereçam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário